Corre, Pedro, corre!


Ler em formato flip
09/04/2020 #Reflexão #Editora Concórdia

Os discípulos Pedro e João na manhã da Páscoa

Corre, Pedro, corre!

Corre, Pedro, corre ligeiro,

com toda a força de su'alma,

e a intensidade de sua emoção;

rasga o véu desse tempo,

que impede o momento,

de primeiro lá chegar,

para ver, a contento,

e a verdade comprovar.


Seria um sonho

ou a pura realidade?

O meu Deus, o meu Senhor,

será que ele ressuscitou de verdade?

Toda aquela dor,

aquela sexta de horror,

finalmente chegou ao fim?

 

Então corre, Pedro, corre.

Vai lá e olha pra mim.

Entra túmulo adentro,

vê a pedra,

o lençol de puro linho,

dobrado lá no cantinho

do mármore frio,

mas vazio!

Ah, como eu queria,

como seria grande minha alegria

se eu tivesse corrido ao lado teu.

Com o sol já a raiar,

eu iria comprovar

que Ele de fato reviveu!

E entre pulos de alegria,

entre gritos de louvor,

abraçaria os meus irmãos,

e, juntos, dadas as mãos,

Agradeceríamos ao meu Senhor.

 

Mas embora lá eu não estivesse,

essa história me engrandece,

pois o Cristo ressuscitado

a mim também um dia apareceu.

Foi no dia do meu batizado,

quando por sua graça fui renovado,

e se me abriram as portas do céu!


Hoje eu corro também.

E te convido, comigo, vem!

Vem correr,

e ao mundo todo vamos dizer,

que Jesus está vivo,

ele ressuscitou.

Que existe esperança,

pois o sonho não acabou.

A RESSURREIÇÃO DE JESUS

JOÃO 20.1-10

“1. No primeiro dia da semana, de madrugada, quando ainda estava escuro, Maria Madalena foi ao túmulo e viu que a pedra da entrada tinha sido removida.

2. Então correu e foi até onde estavam Simão Pedro e o outro discípulo, a quem Jesus amava, e disse-lhes: — Tiraram o Senhor do túmulo, e não sabemos onde o colocaram.

3. Com isso, Pedro e o outro discípulo saíram e foram até o túmulo.

4. Ambos corriam juntos, mas o outro discípulo correu mais depressa do que Pedro e chegou primeiro ao túmulo.

5. E, abaixando-se, viu os lençóis de linho, mas não entrou.

6. Simão Pedro, seguindo-o, chegou e entrou no túmulo. Ele também viu os lençóis

7. e o lenço que tinha estado sobre a cabeça de Jesus, e que não estava com os lençóis, mas enrolado num lugar à parte.

8. Então o outro discípulo, que havia chegado primeiro ao túmulo, também entrou. Ele viu e creu.

9. Pois ainda não tinham compreendido a Escritura, que era necessário que ele ressuscitasse dentre os mortos.

10. E os discípulos voltaram outra vez para casa” (NAA – SBB).


Lauro Schneider

Reflexão Leia mais


Notícias Leia mais


Assine o Mensageiro Luterano e
tenha acesso online ou receba a
nossa revista impressa

Ver planos